Verão é motivação para boa alimentação

Boa alimentação no verão

O verão não é apenas uma estação: ele traz consigo um estilo de vida. Ao pensar no verão, as pessoas geralmente lembram-se de coisas boas, como o calor, férias, 13º salário, praia, exercícios físicos, alimentos saudáveis, água fresca, etc. O verão é praticamente o objetivo de todas as pessoas: elas trabalham durante o ano todo para chegar o verão; malham o ano todo para estar com o corpo perfeito no verão. Porém, quando ele chega, muitos se descuidam, principalmente na alimentação.

Para aproveitar a época mais querida do ano com todas as coisas boas que ela traz, o ideal é continuar mantendo a rotina saudável e investir em alimentos que ajudem a manter o corpo hidratado e em forma, deixando de lado aqueles ricos em gordura e com excesso de carboidratos.

Segundo a nutricionista Paula Souza Borges, para manter-se saudável durante esse período é necessário manter uma rotina de alimentação e não esquecer-se jamais de tomar água para evitar desidratações. “Para aqueles que não sentem-se confortáveis ao consumir água, pode-se optar por chás e sucos naturais, porém, é preciso ficar atento: sucos são ótimas fontes de vitaminas e minerais, mas alguns são muito calóricos. O ideal, nesses casos, é não acrescentar açúcar. Já em relação aos chás, opte pelos claros, de ervas, que são mais hidratantes”, sugere Paula. Além disso, também é legal voltar a atenção para as bebidas alcoólicas: “elas são calorias vazias, engordam, não trazem benefícios para a saúde e ainda podem prejudicar a hidratação do corpo. Portanto: atenção redobrada”, comenta. Continue reading ‘Verão é motivação para boa alimentação’ »

Principais cuidados com a pele no verão

Cuidado com a pele no verão

A Sociedade Brasileira de Dermatologia alerta para os principais cuidados com a pele no verão, estação em que a maior parte do corpo fica exposta ao sol por um longo período do dia.

As férias de verão são ideais para o lazer ao ar livre, de um contato mais prolongado com o sol e de maior risco aos efeitos nocivos dos raios ultravioletas. Com as altas temperaturas da estação as pessoas suam mais, os fungos e bactéricas tendem à aparecer com mais frequência e é comum, principalmente entre as crianças, a ocorrência das chamadas “brotoejas”. Há ainda o contato maior dos pés na areia da praia – neste caso, devemos ficar atentos as fezes de cães e gatos nas praias, que causam o famosos “bicho geográfico” – e com a água do mar e piscina nem sempre nas condições ideais para o banho que podem aumentar o risco de uma pessoa desenvolver as infecções da pele. “A recomendação é que as pessoas redobrem os cuidados com a higiene e evitem o contato com áreas infestadas e águas poluídas para evitar qualquer tipo de contaminação.
Mas o maior inimigo da saúde no verão ainda é a exposição ao sol em horários impróprios e sem o uso adequado de proteção. “É importante falar sobre a proteção solar que se não for feita conforme as recomendações pode levar a doenças graves como o câncer da pele”, alerta a Dra. Denise Steiner, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia.
A seguir, a SBD lista algumas doenças comuns nessa época do ano, destacando as causas, os sintomas e como elas devem ser tratadas:

Continue reading ‘Principais cuidados com a pele no verão’ »

Saúde suplementar em risco

Saúde suplementar em risco

Há muito tempo os conflitos na saúde suplementar prejudicam o atendimento aos cidadãos e a prática segura da medicina. Foi esse um dos motivos que fez a promulgação da Lei 13.003/2014 ser recebida com expectativa positiva por usuários de planos de saúde, médicos, hospitais, laboratórios e demais profissionais de saúde.O otimismo era plenamente justificado, pois um dos objetivos da nova lei seria o de harmonizar as relações entre prestadores de serviço e empresas. Inclusive estabelecendo normas para a substituição de profissionais e instituições descredenciadas por outras de nível semelhante, para não lesar o paciente/consumidor.
Sabe-se que as operadoras de saúde cobram mensalidades altíssimas, anualmente reajustadas em índices acima da inflação. Lamentavelmente, ainda colocam inúmeros obstáculos àqueles que necessitam de assistência e remuneram muito mal os profissionais de saúde, com sub-reajustes ao longo das últimas décadas, o que criou grande desequilíbrio econômico no setor.
O maior prejudicado é o paciente, que para fugir das dificuldades do Sistema Único de Saúde (SUS) optou por pagar um plano, e quando necessita utilizá-lo defronta-se com este cenário de enormes dificuldades de acesso a médicos, hospitais, exames e serviços de emergência.

Continue reading ‘Saúde suplementar em risco’ »