Arnica ganha popularidade entre atletas

A Arnica, famosa para o tratamento de dores e pancadas, se popularizou pela sua eficácia e tem sido utilizada por atletas no tratamento de lesões musculares.

“Entre outras substâncias presentes em sua composição, contém lactonas sesquiterpências responsáveis pelas propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e antiequimóticas, ajudando, inclusive, a prevenir e eliminar os hematomas”, o Dr. Francisco José de Freitas, médico homeopata e professor da UNIRIO.

O arqueiro Julio Cesar de Oliveira, atleta paraolímpico e medalhista brasileiro, faz uso da Arnica principalmente após treinos intensos para os campeonatos internacionais. Com a proximidade da Rio 2016, Julio Cesar fez essa escolha para não se afastar dos treinos intensivos.

“Não tenho uma frequência definida, normalmente utilizo a arnica após longos períodos de exercício e, no dia seguinte, não tenho mais dores na musculatura. Estou pronto para praticar novamente”, explica o atleta.

Segundo o Dr. Francisco, a indicação da Arnica para atletas é muito comum. “Em doses homeopática é segura, sem qualquer contraindicação, e não interfere em outros tratamentos. Além disso, a substância não é considerada proibida no exame antidoping, sendo uma ótima opção para atletas profissionais”, explica.

Da mesma família do girassol, a arnica é uma planta que tem efeito analgésico e anti-inflamatório, contribui para alivio de dores, inchaço e redução de hematomas.

Benefícios da arnica

A arnica tem substâncias anti-inflamatórias, portanto, é indicada para auxiliar na cicatrização de feridas, combater hemorragias de ferimentos superficiais, lesões musculares, rompimento de ligamentos, distensão muscular, contusões e até reumatismo.

A planta ainda pode ser usada para clarear manchas roxas, como edemas e hematomas, para repelir insetos e amenizar coceiras causadas por eles, tratar verminoses, irritações de pele, cicatrizar furúnculos e até como desinfetante de ambientes.

Além disso, tratamentos para oleosidade e queda de cabelo também usam a arnica.

Contra indicações

Por ser extremamente tóxica, é importante que antes de ingerir o chá de arnica orientações de um profissional sejam buscadas.

Para a ingestão de chá, a super dosagem pode causar náuseas, vômitos, dores abdominais, tontura, tremores, aumento da pressão arterial, arritmias cardíacas e até o aborto espontâneo.

Para uso externo só é preciso tomar cuidado com o sol. Sempre que fizer compressas de arnica ou passar o gel, tenha certeza de que não há nenhum resquício da planta na pele antes de se expor ao sol, pois há risco de irritação e reação alérgica.

ODebate.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *