Hipertensão arterial atinge cerca de 25% dos brasileiros

Pouca gente sabe, mas pode estar convivendo com seu pior inimigo sem sequer saber. Silenciosa, a hipertensão arterial, popularmente conhecida como “pressão alta”, é um mal que atinge cerca de 25% dos brasileiros, segundo dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), e pode levar a sérios problemas de saúde.

Mas o que é a hipertensão e por que ela é tão perigosa? “Podemos definir a hipertensão como a condição clínica multifatorial, caracterizada por níveis elevados da pressão arterial, em geral maior que 14 por 9”, explica o Dr. Francisco Lourenço, cardiologista do Hospital Quinta D’Or.

Essa alta pressão nos vasos sanguíneos e nos órgãos causa lesões que, ao longo do tempo, podem gerar o entupimento de artérias, e, consequentemente, levar a doenças como angina, infarto, derrame, insuficiência e paralização dos rins e prejuízo para a visão.

Mas, apesar de tão perigosa, o grau de conhecimento sobre a hipertensão e sua prevenção ainda é baixo. Isso porque ela é uma doença silenciosa e que dificilmente apresenta sintomas. “A hipertensão inicialmente é assintomática ou causa sintomas inespecíficos como a dor de cabeça. Muitas vezes ela é diagnosticada quando já há o prejuízo de outros órgãos”, alerta Lourenço.

Por isso, a prevenção, com a identificação dos fatores de risco e a busca por uma vida mais saudável, é fundamental para combater este mal. Manter uma dieta adequada e realizar exercícios físicos moderados são algumas das indicações médicas contra a hipertensão.

“Idade, histórico familiar, sedentarismo, excesso de peso e alta ingestão de sal e álcool, são alguns dos fatores de risco. Podemos tomar medidas preventivas, para vários deles, como manter uma atividade física regular, uma dieta saudável e evitar o consumo de álcool, por exemplo”, aconselha o cardiologista.

Vale lembrar que a hipertensão não tem cura, mas tem controle. É uma doença crônica e deve ser tratada pelo resto da vida. É importante consultar um médico para avaliar se é necessário o tratamento com remédios. Ele fará o acompanhamento da pressão e investigará se já houve alguma lesão no organismo.

Fique atento

  • A pressão arterial deve ser medida pelo menos uma vez por ano. Níveis de pressão arterial maiores que 14 por 9, medidos em dias diferentes, levam ao diagnóstico de hipertensão arterial.
  • Filhos de pais que apresentam a doença, obesos, fumantes, sedentários, pessoas que tomam bebida alcoólica com frequência ou ingerem grande quantidade de sal são mais propensos a apresentar a enfermidade.
  • Uma dieta regrada, exercícios físicos regulares, controle do peso e dos níveis de colesterol são medidas que auxiliam na prevenção e no tratamento da hipertensão arterial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *