Infecção por zika vírus pode causar problemas nos olhos

Os pacientes acometidos com infecção por zika vírus podem sofrer problemas nos olhos, por isso, um exame oftalmológico completo deve realizado, incluindo uma avaliação da retina.

O vírus zika é um flavivírus transmitido por mosquitos, principalmente pelo Aedes aegypti, que também pode transmitir dengue e chikungunya. O zika vírus pode ser encontrado na maior parte do Norte, do Sul e da América Central, incluindo algumas partes dos EUA. A mãe grávida também pode transmitir o vírus para o feto durante a gravidez. A transmissão sexual de vírus também tem sido relatada.

“Estima-se que 80% das pessoas infectadas com o zika vírus não apresentem sintomas. Pacientes sintomáticos geralmente têm um curso leve da doença marcada pelos seguintes sintomas: febre, exantema maculopapular, artralgia e / ou conjuntivite. Estes sintomas podem durar até uma semana. Doenças graves e morte devida ao vírus zika são raras”, afirma o oftalmologista Virgílio Centurion (CRM-SP 13.454), diretor do IMO, Instituto de Moléstias Oculares.

A Síndrome de Guillain-Barré tem sido relatada em doentes com suspeita de infecção por zika vírus também. As complicações mais graves foram confirmadas em crianças que têm a infecção microcefalia e o vírus zika. Outros fatores que contribuem para o surgimento de microcefalia também precisam ser investigados.

Manifestações oculares relacionadas ao vírus

“O curso leve da doença podem incluir conjuntivite não purulenta. No Brasil, os investigadores relataram anormalidades nervosas maculares e óticas em um estudo realizado com 29 crianças com microcefalia devido a uma possível infecção congênita provocada pelo zika vírus. Num estudo anterior, a mesma relação foi constatada em 3 crianças. Os resultados incluíram pigmentação e manchas na mácula, atrofia coriorretiniana macular, hipoplasia do nervo óptico, aumento da razão escavação-disco, coloboma da íris e subluxação do cristalino”, conta Virgílio Centurion.

Papel dos oftalmologistas

Os órgãos de saúde recomendam que todos os profissionais relatem os casos suspeitos de infecção pelo zika vírus ao departamento de saúde dos seus estados para ajudar a reduzir o risco de transmissão local. “Como parte de um atendimento efetivo aos pacientes com possível infecção congênita pelo zika vírus, um exame oftalmológico completo deve realizado, incluindo uma avaliação da retina, seja no hospital ou no prazo de um mês após o parto”, esclarece Centurion.

Portal Nacional de Seguros
Segs.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *